Como fazer para meu filho gostar de estudar?

8.07.19

Vários motivos podem ser encarados como uma justificativa para que o seu filho não goste de estudar. Por isso, é preciso entender o que está acontecendo.

O horário de ir para aula tem sido desmotivador? As tarefas de casa têm gerado estresse? Seu filho demonstra desinteresse e fala que não gosta de estudar? 

Este é um tema muito presente entre famílias e filhos com diferentes idades. Se esse também é um problema em sua casa, vamos tentar entendê-lo melhor e adotar algumas estratégias para melhorar essa situação.

Por que meu filho não gosta de estudar?

O primeiro ponto é entender que desmotivação não é um motivo, mas sim, o que causa essa desmotivação. Por isso, não podemos atribuir a responsabilidade sempre para a criança. O motivo é o que faz com que ela sinta-se desmotivada.

Ele pode ser: dificuldade de aprendizagem, ausência de rotina de estudos, questões emocionais envolvidas, ambiente escolar tumultuado etc. Isso significa que a maior dificuldade é identificar o que influencia a criança a não gostar de estudar.

Crie uma rotina de estudos!

Engana-se quem acredita que a definição de uma rotina de estudos deve ocorrer só na adolescência ou no momento de preparação para o vestibular. Quanto mais cedo seu filho for estimulado a essa rotina de estudos, com horários fixos e atividades prazerosas, mais duradouros e satisfatórios serão esses momentos. 

Procure conciliar os momentos de estudos das crianças com prazer e atenção. Podemos usar a nossa criatividade para preparar tarefas que serão mais interessantes e terão mais chances de manter os pequenos engajados nos estudos. 

Separar desenhos dos personagens favoritos deles para colorir ou recortar, ler histórias infantis, auxiliar no processo de alfabetização por meio de jogos, levá-los a passeios culturais e tantas outras atividades prazerosas têm influência direta numa rotina de estudos positiva.

Seja um modelo para ele!

Vocês podem ter um momento do dia voltado para todos estudarem em casa. Enquanto as crianças fazem as tarefas, os pais podem estar trabalhando ou lendo e, depois, dividirem seus aprendizados.

É preciso tomar cuidado com as exigências que colocamos sobre os filhos. Se a família não adota nenhum hábito de estudo ou de rotina, pode ser mais difícil que a criança faça isso de maneira produtiva. 

Desenvolvendo hábitos de estudo

Rotina é muito importante para todas as crianças, elas se sentem mais seguras quando possuem um horário fixo para dormir, acordar, fazer as refeições e também estudar.

A dica principal é programar a semana toda com um horário do dia definido especialmente para estudar, deixando os finais de semana com horários mais livres. Conversem sobre qual horário a criança se sente mais disposta e planejem a rotina em comum acordo.

Além disso, procure auxiliar a criança a desenvolver esse hábito, criando um ambiente agradável, sendo modelo, estando disponível para ajudar com eventuais dificuldades. Procure diferenciar uma monitoria excessiva de cobranças com um apoio rotineiro. Isso é muito importante, ok?

Atente-se à organização!

Nada de fazer a lição deitado na cama ou comendo. O mais adequado é uma cadeira com mesa em um lugar silencioso, sem tv, celular ou outros sons e estímulos visuais interferindo. 

Os pais podem auxiliar nas tarefas?

A ajuda dos pais pode ser muito importante no sentido de despertar o interesse dos pequenos pelos estudos, assim como esclarecer algumas dúvidas que aparecerem e que não foram esclarecidas durante as aulas. Falei um pouco mais sobre esse assunto em um texto exclusivo. Clique aqui para saber melhor.

Reforce o engajamento!

A cobrança por resultados satisfatórios, sem que haja um comprometimento com o ensino das habilidades que estão envolvidas no hábito de estudar, pode ocasionar frustração e ansiedade.

O que vai trazer resultados positivos é o engajamento que a criança terá com os estudos. É a partir disso que os pais precisam prestar bastante atenção, para que esse envolvimento seja constante.

Gosto sempre de pensar em proporcionar atividades prazerosas para serem inseridas na rotina da criança após o horário de estudos. Pode ser o horário do videogame, do programa de TV favorito ou da brincadeira em família. Assim, é possível que haja maior engajamento com o horário de estudar.

Saiba tudo o que acontece na escola!

Existem diversas maneiras de se ter acesso a informações importantes sobre o desempenho escolar do seu filho. Você pode conversar com os professores quando quiser, participar das reuniões de pais, mandar bilhetes pela agenda e, claro, acompanhar os resultados avaliativos. Mas a melhor forma mesmo é conversar com a criança sobre o dia a dia na escola.

Conversem sobre os colegas, sobre os professores, sobre as matérias mais legais e as mais chatas e assim você terá acesso às informações que podem não vir a partir de perguntas diretas e difíceis como: “por que você não gosta de estudar?”.

Para conhecer o comportamento, é preciso saber como é a rotina de estudos, o ambiente, o que acontece na escola, o que a criança gosta e o que ela não gosta. Depois, o trabalho é organizar a rotina, o espaço adequado, o auxílio necessário e reforçar o envolvimento e os pequenos progressos! Lembrando que algumas situações necessitam de intervenções especializadas. 

Espero ter ajudado!

Beijinhos, 

Nadia Favreto 

NEWSLETTER

Assine a newsletter e receba nossas novidades.